A Psicoterapia

Ao contrário da orientação psicológica, que pode ser feita via internet e tem duração limitada, a psicoterapia não deve ser realizada na modalidade on line e possui tempo de duração indeterminado. Toda e qualquer pessoa que esteja passando por algum sofrimento de ordem psicológica pode e deve procurar por Acompanhamento Psicológico. Adulto, criança, adolescente, idoso, casal e família podem ser atendidos e se beneficiarem do processo psicoterápico. Nos atendimentos feitos com crianças, os pais também participam do processo, por exemplo, oferecendo as informações solicitadas pelo profissional e recebendo orientações sobre como proceder.

De uma maneira geral, as pessoas procuram por apoio psicológico devido a dificuldades que encontram para lidar ou se adaptar às situações da vida. São exemplos: mudança de emprego ou de cidade, término de relacionamento amoroso, morte de ente querido, entrada dos filhos na escola, etc. Tais situações podem levar as pessoas a um sofrimento excessivo, principalmente quando não possuem em seus repertórios recursos necessários para lidarem com a nova situação.

Na Psicoterapia, tanto o psicólogo quanto o paciente ocupam um papel importante. É função do psicólogo criar condições que possibilitem ao paciente o conhecimento de si mesmo (autoconhecimento). Deve ainda como auxiliá-lo na busca de alternativas que sejam mais funcionais e menos sofridas para lidar com os problemas enfrentados. O paciente também participa e tem uma função extremamente importante na psicoterapia. O nível de interesse e engajamento do mesmo no processo é mais um quesito que influencia na qualidade dos resultados obtidos. Participando cada um à sua maneira, psicólogo e paciente seguem juntos rumo a um mesmo destino: melhorar a qualidade de vida do paciente.